SAC (44) 3112-0000

Você usa a comida como válvula de escape?

Voce-usa-a-comida-como-valvula-de-escape
Postado em 12 de novembro de 2014 por Editorial

Alguma vez você já refletiu sobre o que te leva a abrir a geladeira e escolher determinados alimentos? Pode ser a conquista do corpo desejado, ou descontar na comida um dia estressante e cheio de frustrações, a obrigação de comer… Alguns não sentem prazer em comer e outros perseguem a saúde e se esforçam para ter o melhor estilo de vida.

Segundo o psiquiatra Augusto Cury, mais de 80% da população mundial sofre de algum transtorno de ansiedade. Não podemos desconsiderar esta estatística, o que comemos tem relação com nosso estado de humor.

Você já acorda estressado? Cansado? Fadigado? Parece que a cama te abraçou e mesmo que você se esforce não consegue se livrar, isso pode ser um indicativo de que o cortisol, responsável pelo estresse, já amanheceu mais elevado do que deveria.

Quando nosso nível de cortisol está acima do valor ideal pela manhã, dificilmente conseguimos desvincular nossos sentimentos da comida e ela vira a válvula de escape para o dia que já começou com o pé esquerdo.

A dopamina, responsável pelo prazer, abaixa todas as vezes que o cortisol se eleva, e isso implica diretamente em nossas escolhas alimentares. Uma forma fácil, porém, não eficaz para aumentar a dopamina é o consumo de açúcares (pão, batata, maça ou doces), gordura (fritura, sorvete, chocolate) e estimulantes (café, chás mate, verde, preto… e chocolate). Estes alimentos melhoram seu estado de espírito, mas por pouco tempo.

Comer vira vício, “se não como este alimento fico pra baixo, desanimado, triste, irritado”, uma real demonstração de que sem eles o dia não vai bem. É o vício bateu a sua porta, e agora o que fazer? Como quebrar o paradigma que o dia não começa sem um cafezinho?

A mudança vem com a construção de novos hábitos. Não tenha pressa em terminar uma mudança, mas apresse-se para começar. O segredo do sucesso é encontrar prazer em outras atividades e não somente na comida, veja alguns exemplos.

Dormir é o melhor remédio. É durante a noite que seu organismo controla o cortisol, isso quer dizer que você pode acordar como um vencedor ou como um derrotado dependendo do horário que foi dormir.

A prática do exercício físico pela manhã é um grande aliado, aumenta a produção da serotonina. E mesmo que no começo você não sinta ânimo para malhar cedo, seja persistente e mostre quem manda na situação! O exercício quando feito a noite ajuda a controlar o peso, mas também o deixa mais acordado do que o normal para o período.

Invista no consumo de castanha de caju, avelã, castanha do Brasil, grão de bico, mel e banana pela manhã. Escolha apenas uma das castanhas, pois ingerir muito óleo favorece o aumento de peso e ainda pode gerar uma sobrecarga ao fígado.

Não conte até dez, mas faça dez respirações profundas quando o estresse bater a sua porta durante o dia. A respiração além de oxigenar o cérebro e ajudar na tomada de decisões ainda relaxa a musculatura, diminuindo a tensão.

Escolha fazer refeições leves e com carboidratos integrais, eles aumentam pouco glicose sanguínea, conferem saciedade prolongada e menor produção de cortisol.

Não se esqueça de beber água, confundir sede com fome é um problema para muitas pessoas!

Assinatura-Ricardo-Vargas_021

0 Comentários
Deixe o seu comentário!