SAC (44) 3112-0000

Sol e seus benefícios na redução de peso

Sol-e-seus-benefícios-na-redução-de-peso
Postado em 20 de junho de 2014 por Editorial

No processo de emagrecimento o sol cumpre um papel importante. Quando bem utilizado ele te favorece na redução de peso de duas formas importantes.

Sol pela manhã: quando nos expomos ao sol no inicio do dia preferencialmente fazendo uma atividade física, ele contribui para a conversão de um aminoácido chamado triptofano em um composto chamado serotonina. A serotonina tem muitas funções no organismo, mas vamos destacar o controle que ela realiza do cortisol, este o hormônio do estresse.

Quando controlamos a produção do cortisol, conseguimos diminuir a ansiedade e o estresse, nos tornamos mais fortes em resistir à vontade de comer alimentos como doces, massas, gordura e estimulantes.

Com o aumento da serotonina, também nos sentimos mais felizes e autoconfiantes em continuar promovendo as mudanças que precisamos implementar para alcançar nosso objetivo e para que ele seja duradouro.

Trinta minutos de atividade física ao sol no início de cada dia já seria o suficiente para promover este benefício.

A segunda maneira que o sol pode se tornar um auxílio no processo de redução de peso é produzindo vitamina D. Tem-se pesquisado muito sobre a vitamina D, descobriram a pouco tempo que ela não é uma vitamina, mas um hormônio que desempenha inúmeras funções no nosso organismo.

Quando estamos com deficiência de vitamina D, corremos o risco de desenvolver depressão ou distúrbios do humor. Dentre os distúrbios de humor estamos falando de ansiedade, estresse e muitas vezes isso pode levar a um comer compulsivo.

No Brasil segundo dados do IBGE setenta por cento da população apresenta níveis de vitamina D abaixo do recomendado. Avaliando o nível de vitamina D dos pacientes atendidos na clínica hoje nove de dez estão com níveis abaixo do recomendado.

O que fazer para corrigir este problema que virou uma epidemia global?

Tomar sol pelo menos quatro vezes na semana, expondo o máximo que puder do corpo, sem uso de protetor solar, se for usar, passar somente no rosto. O tempo de exposição varia de acordo com a cor da pele. Negros trinta minutos, morenos vinte minutos e brancos quinze minutos já seriam o suficiente. É preciso se expor ao sol no período entre as 11h e às 13h. É somente neste horário que a pele consegue captar os raios UVB que proporcionam a conversão da vitamina D inativa em ativa.

Outra maneira de obter a vitamina D é através de suplementos que podem ser adquiridos nas farmácias ou manipulados com doses específicas. Eu geralmente gosto de pedir para manipular, pois se uma pessoa tem déficit de vitamina D quero corrigir o mais rápido possível. Nas farmácias comuns encontramos medicamentos com doses pequenas que ajudam a manter os níveis normais, mas não contribuem para aumentar o nível quando esta abaixo do normal.

[Foto: Shutterstock]

Assinatura-Ricardo-Vargas_021

0 Comentários
Deixe o seu comentário!