SAC (44) 3112-0000

Por que ingerir o Levedo de Cerveja?

Postado em 5 de outubro de 2013 por Editorial

Todos sabem como a ganância do mercado agrícola tem gerado problemas para os seres humanos. Altas concentrações de agrotóxicos que nos espoem a muitos riscos. Baixa qualidade nutricional dos produtos devido à falta de adubação. Principalmente em micronutrientes o que conduz muitos de nós a apresentar quadros de desnutrição.

A baixa concentração de nutrientes nos alimentos mesmo que sejam integrais e orgânicos ainda pode piorar. Quando a indústria manipula o alimento e nos oferece os produtos refinados, a qualidade nutricional vai à quase zero, gerando um conceito chamado de calorias vazias. Alimentos que mantém integramente o valor calórico, mas agora sem vitaminas, minerais e fibras.

Inúmeros são os problemas gerados pela falta de vitaminas, minerais e fibras e também pelo excesso de carboidratos refinado e calorias. Problemas como obesidade, aumento do colesterol e triglicérides, hipertensão, diabetes, carie dentária, constipação intestinal, redução do sistema imunológico entre outros. A lista é muito grande.

Mas vamos falar sobre solução. Podemos resolver parcialmente os problemas fazendo a opção de colocar somente alimentos integrais em nossa mesa. A nutrição da família já vai melhorar muito e até algumas condições clínicas desfavoráveis podem ser resolvidas caso da obesidade, diabetes e constipação intestinal. Porem como dissemos no começo da matéria a qualidade do solo deixa a desejar o que muitas vezes gera a necessidade de suplementar.

Devemos entender o termo, o alimento é pobre na sua composição nutricional então precisamos complementar o que falta. Muitas vezes usamos determinados produtos achando que ele tem o papel de oferecer 100% das nossas necessidades. Na verdade precisamos buscar um produto que complemente o que está faltando, mas alguns detalhes devem ser levados em consideração.

O primeiro detalhe está relacionado à taxa de absorção do produto, os complexos de vitaminas e minerais artificiais muitas vezes tem baixa absorção fazendo com que a ingestão destes não cumpra com o papel de complementar a necessidade do organismo. Os complexos de vitaminas e minerais provenientes de algumas plantas ou de processos de fermentação das mesmas são melhores absorvidos pelo organismo.

O levedo de cerveja se encaixa neste padrão, é rico em vitaminas do complexo B além de muitos minerais. Tem alta taxa de absorção conferindo ao usuário os resultados esperados. Já muitos multivitamínicos e minerais não cumprem o seu papel podendo piorar o caso de deficiência.

O segundo detalhe a ser considerado é a concentração de determinadas vitaminas e minerais. Muitos suplementos são desbalanceados oferecendo muito de alguns nutrientes e pouco de outros. O Pior é que em alguns casos a dose utilizada de determinados nutrientes é tão alta que chega a causar toxicidade e sobrecarga dos órgãos relacionado ao metabolismo e excreção destes elementos.

Muitos são os benefícios de quem sabe utilizar os suplementos a seu favor. Não deixe de acompanhar os próximos textos explicando os benefícios e como utilizar os suplementos para melhorar sua qualidade de vida.

7 Comentários
  • MARINALVA CARDOSO

    Boa tarde! Estou tomando levedo
    0 de cerveja
    alguns dias,sou hipertensa,já uso medicação,mas o meu açúcar,mostrou uma alteração,não sou diabética,mas ultimamente o meu açúcar,está variando de 125 a 175.Será que tem haver com o levedo de cerveja?
    i
    a
    s

    http://marinalvacardomary
  • Silvio

    De acordo com a matéria os alimentos que ingerimos não atendem as reais necessidades fisiológicas pelo fato de principalmente serem desenvolvidos num ambiente carregado de agrotóxicos, o que prejudica sobremaneira a absorção dos nutrientes polivitamínicos. A partir de qual conceito podemos crer que a levedura de cerveja, advinda de planta/cereal, que também tem que ser cultivada, pode ser considerada pura?

  • ERCILIA VARIAL

    gostaria de saber se posso tomar o levedo de cerveja,tenho 63 anos ,trabalho ainda,tenho muito esquecimento, gostaria de uma boa vitamina, e li sobre o levedo, seria bom?

    http://facebook
  • Adauto Fonseca Henrique

    Muito importante, excelente matéria sobre o que é, e o que pode ser a hipertensão arterial. Nunca havia ouvido falar sobre o assunto, e olha.. que já fui consultado por muitos médicos, a maioria deles não pede nada, vc chega fala que está precisando de receita de losartana 50mg ou seja lá a que for…, e eles prontamente sem fazer qualquer questionamento prescreve o que o cidadão lhe disse. Nem mesmo uma orientação para que a pressão seja acompanhada/aferida por alguns dias eles não recomendam. Agora sei que é um absurdo o comportamento deles, obrigado.

  • zuneide felix

    estou com o triglicerides alto posso continuar a tomar o levedo de cerveja/

  • mauricio

    Revisão de estudos aponta excesso de uso de remédio para hipertensão leve
    Drogas não reduziram ataques cardíacos ou acidentes vasculares cerebrais em pessoas com pressão arterial de menos de 16 por 10, segundo ONG que revisou dados de 9 mil pacientes; de 20% a 30% das pessoas seriam diagnosticadas erroneamente
    Uma revisão de estudos realizada por um painel de especialistas independentes da ONG Cochrane Collaboration aponta que pacientes diagnosticados com hipertensão arterial leve estão sendo medicados em excesso e essas drogas não reduziram ataques cardíacos ou acidentes vasculares cerebrais (AVC).

    A pesquisa analisou os resultados do tratamento com remédio e os comparou com os de placebo ou nenhum tratamento. A constatação é de que não houve nenhum benefício evidente no grupo de pacientes que tomou remédios. Para os revisores, os resultados demonstram que qualquer benefício, se existir, provavelmente será pequeno.
    Excesso. Uma das hipóteses para explicar o excesso de uso de medicação é a chamada “síndrome da pré-doença” ou “pré-hipertensão”. Trata-se de um diagnóstico dado ao paciente que tem fatores de risco e apresenta alguma alteração em determinado exame, mas não necessariamente está doente. Assim, pessoas com hipertensão leve são tratadas da mesma forma que pacientes com casos graves.
    “Por muito tempo só era medicado o doente que sofria um evento cardíaco. Mas hoje há inúmeras opções de medicamentos considerados preventivos que, em geral, são prescritos como primeira opção ao paciente que poderia reduzir a hipertensão largando o cigarro, perdendo o peso, reduzindo o sal da alimentação ”, avalia Marcelo Ferraz Sampaio, do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia.
    Outro fator que pode explicar o excesso de diagnóstico é a chamada “síndrome do jaleco branco”, caracterizada pelo aumento da pressão arterial quando o paciente está na frente do médico.
    Segundo o cardiologista Weimar Sebba Barroso, presidente do Departamento de Hipertensão da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), de 20% a 30% dos pacientes diagnosticados com hipertensão leve não estão doentes – a alteração aconteceu no consultório, ao acaso.
    “A maior dificuldade é fazer um diagnóstico correto da hipertensão leve, já que a medida está sujeita a variações de fatores externos, como a ansiedade. Não dá para medicar o paciente com base num único exame clínico”, diz Barroso. Para ele, num mundo ideal, o correto seria fazer um monitoramento da pressão do paciente por 24 horas, por meio de um aparelho portátil que mede os valores cerca de cem vezes.
    “Mas a gente sabe que isso é inviável em saúde pública, por isso os médicos precisam pedir outros exames (como teste de esteira) e medir a pressão do paciente em várias oportunidades antes de dar o diagnóstico”, diz.
    “Estima-se que 80% dos pacientes que morrem por conta do AVC e 50% dos que morrem de enfarte são hipertensos. Temos de ter o cuidado de não passar a informação equivocada de que a hipertensão leve não precisa ser tratada”, alerta Barroso.
    Fonte: http://www.estadao.com.br

  • Reginaldo Honorato

    Boa noite Dr. Ricardo. Comprei semana passada o levedo de cerveja da nutryervas, recomendado por um amigo, visto eu mesmo já havia dado a ele o produto, porém, em pó, o que não o empolgou muito por ser meio amargo; ele por sua vez tomava, mas como fez efeito pra ele, acabou encontrando em capsula e me falou.
    Então Dr., eu e minha esposa estamos tomando o levedo em capsula. Ela tem problemas com o intestino preso. O levedo consumido de acordo com a orientação do frasco, em 3 x ao dia 3 comprimidos por vez, ou seja, 9 ao dia, tem problema ? aguardamos a resposta

Deixe o seu comentário!