SAC (44) 3112-0000

Frio chegando, que tal um chá? Mas cuidado: nem todo chá é bom

Frio-chegando-que-tal-um-chá-Mas-cuidado-nem-todo-chá-é-bom
Postado em 23 de maio de 2014 por Editorial

Com a chegada das baixas temperaturas, existem muitas pessoas buscando uma bebida quente para espantar o frio. Mas cuidado, nem todas as bebidas quentes são benéficas. Algumas podem virar um “tiro no pé”.

Precisamos enfatizar que alguns chás são derivados de plantas que contém estimulantes cerebrais, e seu uso pode trazer efeitos colaterais. Estamos falando do chá mate, feito a partir da planta IlexParaguariensise, e os chás verde, preto, vermelho, branco e amarelo, provenientes da planta Camélia Sinensis.

Os chás estimulantes são ricos em teína, um composto que age no cérebro produzindo dopamina, hormônio do bem-estar. O problema é que esta produção de dopamina em grande escala gera vício. No primeiro momento, vem um bem-estar e uma sensação de energia, depois uma prostração, cansaço e a necessidade de uma nova dose.

Quando os efeitos do chá desaparecem da corrente sanguínea, a falta de energia gera a necessidade de uma nova dose, não necessariamente do mesmo estimulante. Assim, muitas pessoas acabam partindo para o café, chocolate ou ainda o cigarro, pois todos têm efeito cerebral semelhante. Vira um ciclo vicioso.

O estimulante é um termogênico elevando a temperatura corporal e aumentando o metabolismo. Não confunda termogênico com emagrecedor, essa não é uma associação correta, logo mais entenderemos.

Como o estimulante aumenta o metabolismo, a glicose sanguínea cai mais rápido e por isso vem a fadiga — está faltando “combustível”. E como vamos nos recuperar destes sintomas? Agora é preciso entender bem: a glicose alta na corrente sanguínea demonstra que temos muita energia, estamos liberando insulina para permitir a entrada da glicose na célula. Essa condição é chamada de “estado alimentado”.

Com o passar do tempo, a glicose diminui e entramos no “estado de jejum”: começa a faltar energia e o corpo trabalha para reverter este quadro. Os estimulantes fazem com que a glicose caia mais rápida e, para corrigir este processo, o corpo libera dois hormônios, o cortisol e o glucagon.

O glucagon vai tentar corrigir a glicose usando o estoque feito pelo fígado depois da última refeição, mas também age no cérebro estimulando a fome, isso faz com que você sinta fome em intervalos curtos e acabe comendo a cada três horas. O cortisol é o hormônio do estresse, não vivemos sem ele, mas quando ele aumenta gera fome, mas não qualquer fome e sim uma compulsão alimentar. Nossa tendência é querer comer alimentos gordurosos, ricos em carboidratos (açúcar ou farinha branca) ou estimulantes.

O consumo destes alimentos associados à ação do cortisol vai gerar o aumento de depósito de gordura na região abdominal. E acabamos dando um “tiro no pé”: o termogênico que foi usado como emagrecedor gerou um acumulo de gordura na região abdominal. Se houve diminuição do peso, não pense que foi em gordura, provavelmente você perdeu músculo e isso diminuiu seu metabolismo e depois vai ficar mais difícil emagrecer.

Um conselho: o gengibre é um termongênico natural que não contem estimulantes, além de ser um bom auxílio para redução de gordura e para espantar o frio. Todos os demais chás de ervas podem ser usados sem problemas, eles na sua maioria melhoram o trânsito intestinal — o que ajuda no processo de redução do peso. Eles ainda contribuem na eliminação dos gases intestinais e diminuem cólicas intestinais.

Mas cuidado: seu chá deve ser consumido sem açúcar ou com adoçante (recomendo sucralose e stévia). Os demais têm efeitos colaterais. Precisamos fugir do açúcar: ele é absorvido rapidamente pelo intestino, gerando um aumento de glicose na corrente sanguínea, aumentando o risco de formar gordura e esta ser depositada na região abdominal. O açúcar ainda tem muitos outros malefícios, mas isso vale uma nova matéria. Só quero dizer que ele diminui o sistema imunológico e ficar longe dele no período do inverno é ficar mais longe de gripes e resfriados.

Assinatura-Ricardo-Vargas_021

2 Comentários
  • Redação Nutryervas

    Elcio, o ideal é visitar um médico especialista, pois apenas ele poderá recomendar uma dieta equilibra para diabéticos.

  • Angel

    elcio pacheco / Senhores:ate hoje por caeennts de artigo que ja li sobre: O que deve comer o diabetico,nehum foi tao preciso quanto a simples pergunta::1)o que se deve comer pela manha2)o que se de almocar3)o que se deve jantarSe voces tiverem suscitamente as respostas,vos agradeceria antecipadamente.Elcio pachecoMiami-fl-usaGostei deste comente1rio ou ne3o: 23

    http://www.facebook.com/profile.php?id=100003458182737
Deixe o seu comentário!