SAC (44) 3112-0000

Como beber água corretamente. Entenda os benefícios!

Postado em 27 de novembro de 2012 por Redação

Como beber água corretamente

Talvez você possa pensar que beber água está fora de moda com tantos líquidos que tem a disposição nos mercados, lanchonetes e lojas de conveniência, mas água não pode ser substituída. Pra falar a verdade uma parte dela até pode, mas não toda, podemos substituir metade do volume de água que temos que ingerir durante o dia por alguns chás sem açúcar. Mas tome cuidado, chás estimulantes como o mate, o preto, vermelho, verde, amarelo ou branco não entram da lista dos chás substitutos, eles são estimulantes e causam desidratação.

Vamos listar alguns benefícios da água e depois verificar alguns problemas quando não ingerimos a quantidade suficiente:
Favorece o emagrecimento, a água não possui calorias, enquanto seus substitutos são ricos em açúcares ou adoçantes que podem aumentar a necessidade de comer doces. Ainda muitas vezes entre os intervalos das refeições como o desjejum e almoço sentimos fome, mas pode ser sede e não fome.

O consumo correto de fibras associado a uma boa ingestão de água promove o bom funcionamento do intestino. Quanto maior for o tempo de permanência de o bolo alimentar no organismo além de potencializar a absorção ainda pode produzir toxinas que alteram o humor e favorece o consumo de alimentos por impulso e não para atender as necessidades do corpo.

O cérebro é formado basicamente por água e na sua falta ficamos irritados, inquietos e ansiosos o que pode aumentar a necessidade do consumo de gordura, açúcar e estimulantes para compensar os sintomas da desidratação.

Beber quantidade suficiente de água diminui a sobrecarga de trabalho que o coração sofre e reduz em 41% o risco de desenvolver problemas cardíacos. Indivíduos que tem problemas de saúde como hipertensão, diabetes e obesidade precisam aumentar o consumo de água, pois o coração já tem uma sobrecarga de trabalho. Estudos comprovaram que beber quantidade suficiente de água reduz em 50% a chance de desenvolver câncer de bexiga, 45% para câncer de cólon intestinal e de mama.

Abaixo uma tabela demonstrando alguns sintomas de desidratação, muitas vezes durante o dia apresentamos vários dos sintomas, mas não relacionamos com a baixa ingestão de água:

 

Sinais de Desidratação   (Perda de peso corporal (%)  x  Sintomas)
1-2%  – Sede, fadiga, fraqueza, desconforto passageiro, perda de apetite
3-4% – Desempenho físico prejudicado, boca seca, redução do volume urinário, pele avermelhada, impaciência, apatia
5-6% – Dificuldade de concentração, dor de cabeça, irritabilidade, sonolência, regulação da temperatura prejudicada, aumento da taxa respiratória
7-10% – Tontura, músculos espásticos (condição onde o músculo perde sua elasticidade e flexibilidade podendo conduzir a fibrose), perda do equilíbrio, delírios, exaustão, colapso
> 10%  – Risco iminente de morte

Para calcular a quantidade de água para cada indivíduo usamos a seguinte fórmula:
Peso X 30 (ex. 50 kg X 30 = 1.500 ml ou 1,5 L)
Para dias muito quentes ou durante uma atividade física intensa a fórmula deve ser:
Peso X 35 (ex. 50 kg X 35 = 1.750 ml ou 1,750 L)

 

Faça o calculo da sua necessidade diária de água, beba o suficiente e goze dos benefícios.

Por Dr. Ricardo Vargas de Andrade
Nutricionista
CRN-1 5804

2 Comentários
Deixe o seu comentário!