SAC (44) 3112-0000

Benefícios da Castanha do Pará são muitos, mas vá com calma!

Postado em 27 de novembro de 2012 por Redação

O Brasil é um país imenso, com grande extensão territorial com uma variedade de climas o que proporciona a este abrigar milhares de espécies de plantas, dentre elas está à Castanheira do Brasil, planta típica da região norte, de clima tropical. As sementes são um dos principais produtos de exportação da Amazônia Brasileira e possuem alto valor nutritivo.

A castanha é coberta por uma casca fina de coloração marrom brilhante, seu interior tem coloração branca e polpa farinhenta rica em gordura. Pode ser consumida in natura, torrada, na forma de farinha ou ser utilizada na preparação de doces, sorvetes e quitutes típicos do norte brasileiro.

Esta semente saborosa possui um valor nutricional elevado, porem devido a grande concentração de gordura tem alto valor calórico, devendo ser consumida com moderação, o consumo exagerado pode favorecer o aumento do colesterol e do peso corporal e ainda proporcionar a formação de estoques de gordura no fígado – esteatose hepática, prejudicando o bom funcionamento deste órgão levando a sérias consequências.

Se consumida com moderação a castanha do Brasil oferece muitos benefícios à saúde, abaixo listamos alguns destes:
Por ser rica em selênio e Vit. E combate o envelhecimento celular precoce, estas substâncias tem o poder de anular a ação dos radicais livres, impedindo a oxidação do organismo ou retardando seus efeitos sobre as células, aumentando a longevidade celular. Além do envelhecimento precoce da pela ela evita a degeneração do sistema nervoso central (SNC) diminuindo o risco de aparecimento de doenças neurodegenerativas como o Alzheimer.

Pela sua composição em minerais tem a capacidade de promover um bom funcionamento da tireoide. Está glândula é responsável pela produção de hormônios como a Tiroxina e Triiodotironina, estes são importantes para o bom funcionamento do organismo, e quando desbalanceado promovem em muitos casos um aumento repentino de peso.

Possuem minerais que participam da formação dos leucócitos, células responsáveis pelo combate de invasores do organismo, assim sendo melhoram o sistema imunológico evitando o aparecimento frequente de doenças infectocontagiosas.

Contribuem para a desintoxicação do organismo de metais pesados, estes metais são muitas vezes causadores de sérios problemas nos órgãos moles, sendo o pior deles o câncer.

O selênio presente na castanha tem sido apontado por pesquisas científicas como uma substância que reduz o risco de câncer de pulmão e de próstata.

É rica em gordura do tipo monoinsaturada e poli-insaturada, estas quando ingeridas sem exagero contribuem para a redução do LDLc (colesterol de baixa densidade) molécula que forma as placas de ateroma na corrente sanguínea quando estão elevadas, e ainda podem contribuir para o aumento do HDLc (colesterol de alta densidade) quando associada a prática de atividade física. Este HDLc quando em concentração adequada na corrente sanguínea impede a formação das placas de ateroma.

É fonte de proteína, mas devido ao seu alto valor calórico deve entrar no cardápio como sendo um auxílio para fornecer quantidade adequada de proteína e não como alimento fonte de proteína.

Faça bom proveito desta iguaria do norte do Brasil, mas sempre coma com moderação de três a cincos castanhas do Brasil pela manhã e você já estará recebendo os benefícios oferecidos por elas.

Por Dr. Ricardo Vargas de Andrade
Nutricionista
CRN-1 5804 

0 Comentários
Deixe o seu comentário!